— QTC — Acontece — Notícia —

image

 

Convenção Nacional de Radioamadores da LABRE

A LABRE FEDERAL, através da LABRE-SP estará realizando na Cidade de Guararema – SP, de 16 à 19 de outubro de 2014, a 1ª. Convenção Nacional de Radioamadorismo, simultaneamente com a Reunião do Conselho Diretor da LABRE.

Pela primeira vez, além das atividades Radioamadorísticas que incluirão Palestras, Workshops, Exposições de Cartões QSLs e Diplomas ativação de Estação Oficial – ZV14LABRE e da Estação Oficial ZV14JOTA durante o Jamboree, Feira de Comerciantes e Free Market, onde todos os visitantes poderão comprar, trocar e vender equipamentos aos expositores, convenção do GDE e da coordenação da RENER-SP, teremos atividades sociais para a família dos Radioamadores.

A LABRE-SP estará coordenando a 1ª. Audiência Pública em prol do Radioamadorismo, onde buscaremos ouvir a comunidade e unir a todos em prol de encontramos soluções para tirar nosso Hobby do desconhecimento geral que atualmente nos assola.

Será a primeira e certamente quem participar ficará marcado positivamente para sempre. As vagas para a convenção serão limitadas, mas participação no evento será franqueada ao público em geral mediante a aquisição de convites que também serão limitados.

Esperamos encontrá-lo por lá.
73,
Marcelo Motoyama – PY2FN
Coordenador Geral
Presidente da LABRE-SP

Conheça o Guia de Informações detalhadas em: http://www.py2gw.qsl.br/py2get/convencaonacional.pdf

1 comentário a “— QTC — Acontece — Notícia —

  1. Nathalie

    O radioamadorismo, como o próprio autor descreve, é “um hobby que permite aos seus praticantes total domínio do processo de comunicação a distância, de forma absolutamente independente e autônoma. Para falar um com os outros, os radioamadores necessitam apenas de seus transceptores e antenas, que muitas vezes eles mesmos projetam e constroem”. E, o livro ainda mostra, durante o seu discorrer, que essa modalidade de comunicaão vai além do hobby, mas tem utilidade pública, como em momentos de emergência, salvando muitas vezes vidas, quando os sistemas convencionais não são suficientes.

Deixe uma resposta